CRÍTICAS, ANÁLISES, IDÉIAS E FILOSOFIAS EM GERAL A RESPEITO DE FILMES DE HORROR DE TODAS AS ÉPOCAS, NACIONALIDADES E ESTILOS, E MUITAS OUTRAS COISAS RELACIONADAS AO GÊNERO

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Área Q (2010)


   Ficção científica, co-produção Brasil-EUA, filmada em Quixeramobim, cidadezinha no interior do Ceará, pela dupla Halder Gomes e Gerson Sanginitto, responsável pelo filme de horror Cadáveres 2 (The Morgue). A cidade é conhecida pelas aparições de objetos voadores não identificados, mais ou menos como Varginha, em Minas Gerais, e alguma cidade aqui no interior de São Paulo, esqueci o nome. Quando eu começar a acreditar em disco voador, provavelmente vou querer conhecer todas elas.
   Minha sogra é de Quixeramobim, mas não apenas garanto que ela não é extraterrestre, como também posso jurar que ela não verá esse filme! Mesmo assim, essa postagem é carinhosamente dedicada a ela. (Imagino que Quixeramobim e cinema fantástico não se reencontrarão num futuro tão próximo, então tenho que aproveitar a ocasião!).

25 comentários:

  1. Que fofa, a homenagem! Vou falar pra mamãe ver. Ela vai adorar!

    ResponderExcluir
  2. Aposto que mamãe irá adorar a homenagem!

    Amei! :D

    ResponderExcluir
  3. Ah, mais uma coisa...

    Ainda não tenho coragem de assistir qualquer coisa feita pelo Halder Gomes. :/

    ResponderExcluir
  4. Patrícia, entendo o seu receio, hehehe... Eu tenho aqui o CADÁVERES 2, mas não vi ainda. Vou aproveitar a onda e assistirei ao filme, aí conto se presta. Mas a julgar por esse trailer, o ÁREA Q parece bem ruinzinho...

    ResponderExcluir
  5. pro Isaiah valeu a pena, conheceu o Brasil e ainda deu uns pegas na Tania Khalill

    ResponderExcluir
  6. Eu até gosto do Isaiah Washington. Mesmo depois de ouvir falar que ele fez um barraco numa série - acho que a Grey's Anatomy - que participava, quando detonou um amigo de elenco depois que este se declarou gay. Depois deste triste epsódio parece que colocaram o cara pra correr da série.
    Achei legal a produção ser rodada aqui ainda mais na terra natal da Sogra do Carlitos. Só o visual meio batidão no neste tipo de filme. Essas "luzes" misteriosas e coisas assim. Lembrou aquela série meio chata que passa no canal History Channel "Caçadores de Ovinis". Talvez eu assita só pra ver a tal cidade, que pelo trailer, parece ser muito linda. Outro filme produção Brasil-EUA que assisti e até achei legal como passatempo foi "A Grande Arte". Marcone

    ResponderExcluir
  7. Cadáveres 2 é ruim demais!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Já que o filme foi citado, lembro que na época vi com empolgação A GRANDE ARTE, o filme de estréia internacional de Walter Salles. Algumas coisas muito a favor do filme são as tomadas altamente hitchockianas: a cena aérea que inicia no plano aberto de uma metrópole e chega até a janela de um hotel (idêntico ao início de PSICOSE) e outra ainda mais elaborada, saindo da janela de um trem em movimento, após uma cena de assassinato (se não me engano, da Cláudia Kiss). Também tem uma cena de suspense excelente com a Giulia Gam (que está uma gracinha no filme) abrindo a porta de um guarda-roupa, e alguns momentos tensos. A trama eu achei bem chatinha, envolvendo segredos guardados num disquete, mas o filme é bem assistível.

    Voltando ao tema da postagem, sendo muito sincero, eu acho um porre desgraçado esses filmes "críveis" de invasões alienígenas. Não vi unzinho sequer que não fosse de uma chatice sem fim.

    ResponderExcluir
  9. Legal você ter gostado do filme "A Grande Arte". Não prestei atenção a tantos detalhes porque só vi na TV durante as madrugadas e fiquei só babando na Giulia Gam... Marcone

    ResponderExcluir
  10. É um trailer que dá toda a pinta do filme ser algo saído da The Asylum. Seja ele assim ou não, acho muito válido Halder e Gerson terem dado esse passo e que mais filmes de gênero de olho no mercado internacional (que é onde está o futuro) sejam feitos. Quem sabe eles não trazem Gary Busey e Martin Kove na próxima vez? Eles já fizeram um filme com os dois.

    Queria muito que o Brazil tivesse o suporte de uma Bulgária ou Romênia para essas produções serem filmadas aqui.

    ResponderExcluir
  11. Brasil, isso é o que acontece quando se pensa internacionalmente... hehehe

    ResponderExcluir
  12. Ainda não vi o trailer, mas há tempos aluguei e copiei CADÁVERES 2. Qualquer dia eu estou vendo. Sinto que sua sogra vai querer ver o filme, nem que seja para reconhecer a locação! :)

    ResponderExcluir
  13. Osvaldo, eu queria mesmo é que os diretores brasileiros tivessem talento e conseguissem filmar, hehehe! :)

    É interessante essa relação de Bulgária e Romênia na produção internacional, mas eles se valem mais das cidades históricas, que costumam "dublar" outros cenários, inclusive em filmes de horror ambientados em outras épocas, e emprestando mão-de-obra (que acredito ser mais barata) e atores coadjuvantes. Pelo menos eles produzem algo, claro, mas raramente tem a marca do país.

    ResponderExcluir
  14. Ailton, comentei isso de a Dona Cléria não assistir ao filme porque ela diz que viu só dois filmes na vida toda. O curioso é que esses filmes são CALAFRIO (o WILLARD original!) e À ESPERA DE UM MILAGRE, baseado em Stephen King. É um repertório ímpar! Mas acho que ela vai acabar querendo ver mesmo...

    ResponderExcluir
  15. Hoje é Dia da Sogra!! Então, está reforçada a homenagem à primeira e única Super-Sogra Extraterrestre de Quixeramobim! Saudações, Dona Cléria! Leve-me para o seu líder, terráqueo!!!

    ResponderExcluir
  16. > Osvaldo, eu queria mesmo é que os diretores brasileiros tivessem talento e conseguissem filmar, hehehe! :)

    Por essas e outras que eu, infelizmente, digo que o futuro do cinema de gênero brasileiro é ele abrir os seus olhos para o mercado estrangeiro. Pô, MANGUE NEGRO não foi vendido pra fora? ENCARNAÇÃO DO DEMÔNIO também? Não dá para fazer esse cinema de gênero que a gente curte pensando em algum retorno com o mercado nacional. Não dá. É difícil tirar da cabeça de muita gente que existe cinema brasileiro sem os atores da novela das oito e que só existe aquilo exibido nos multiplexes sendo feito no país.

    Talento eu tenho certeza que tem muita gente daqui possui. Fazer os roteiros e idéias virarem filme parece independer muito disso para os realizadores (realmente) independentes hoje em dia. Volta e meia os interessados em produção se deparam com coisas como essa: http://www.diariodepernambuco.com.br/2010/04/26/viver5_0.asp

    A rotina de trabalho que a turma do Canadá, Bulgária e Romênia tem por conta desses filmes com produção estrangeira feitos por lá certamente os ajuda a construir mais amizades com interesses em comum e tocar projetos pra frente, ao invés deles ficarem engavetados.

    ResponderExcluir
  17. Osvaldo, por essas e outras que sou totalmente contra o uso de verba pública para a realização de filmes. Não cabe expor isso aqui, e eu realmente não me importo com quem discorda ou não aceita minha opinião, mas acho que dinheiro de lei de incentivo cultural deveria ser usado exclusivamente para a restauração de filmes prontos, e não para a realização de novas obras. A corrupção e o jogo de interesses, nesses casos, simplesmente é inevitável.

    ResponderExcluir
  18. Carlos, ela disse que também viu UM SONHO DE LIBERDADE (mais Stephen King) e o EXORCISTA, hehehe. Nesse segundo, ela estava grávida da minha irmã. :D

    ResponderExcluir
  19. Distribuição é outro ponto forte esquecido, Carlos.

    ResponderExcluir
  20. Adorei esta sua homenagem, Primata! Muito bacana! Engraçado, sou desligada mesmo, pois, até hoje, não sabia da existência desse negócio de extraterrestre em Quixeramobim. Agora, acho que este cineasta é um rapaz que era dono de uma Academia de Taekwondo, localizada aqui pertinho de casa,que o Cadu frequentava. Estou certa?
    Obrigada e um grande abraço.
    Cléria Saldanha

    ResponderExcluir
  21. É ele mesmo, o Halder Gomes é também professor de artes marciais. O bacana é que quando uns moleques zoaram com ele por causa da ruindade dos filmes que faz, ele saiu na porrada. Se o Halder, como professor de taekwondo, sonha em ser cineasta, qual cineasta não adoraria ter como segundo emprego ser professor de artes marciais, e resolver com socos e pontapés qualquer discordância quanto ao seu talento artístico?!?

    ResponderExcluir
  22. Rapaz, o que ia ter de cineasta enchendo a negrada de porrada, hein? rsrs :D

    Tem muito filme ruim por aí...

    ResponderExcluir
  23. O primeiro filme do Hálder foi um curta metragem de ação com muita pancadaria e, se eu não me engano, ele participou de uns filmes de luta nos EUA como um daqueles bandidos que só apanham saca?

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails

Canal Cine Monstro Rock Horror Show!!