CRÍTICAS, ANÁLISES, IDÉIAS E FILOSOFIAS EM GERAL A RESPEITO DE FILMES DE HORROR DE TODAS AS ÉPOCAS, NACIONALIDADES E ESTILOS, E MUITAS OUTRAS COISAS RELACIONADAS AO GÊNERO

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Season of the Witch (1972)

   Possivelmente o pior filme dirigido por George A. Romero, este Season of the Witch foi sua segunda investida no horror, depois da frustrante tentativa de se fazer cinema mais ‘sério’ com There’s Always Vanilla. O filme de estréia do diretor, claro, é Night of the Living Dead. Originalmente intitulado Hungry Wives e depois Jack’s Wife e relançado dez anos depois com o nome Season of the Witch, o longa - e bota longa nisso: o filme completo tem 130 minutos, reduzidos para ainda penosos 105 na versão em DVD - é um equívoco em quase todos os níveis, mas ainda dá para tentar ver algum aspecto positivo no filme.
   Um desses méritos talvez fosse o fato de se tratar de um filme adulto com mulheres de meia idade discutindo suas vidas sexuais. Mas quando constatamos o quanto essas mulheres são desagradáveis (o elenco todo é formado por amadores desprovidos de qualquer talento dramático) e que os diálogos parecem improvisados e sem a mínima inspiração, logo isso se torna outra das fraquezas do filme. O calcanhar-de-aquiles de Romero parece mesmo ser a direção de atores: cada um faz o que bem entende em cena, e quando não há diálogos, a expressão dos personagens fica entre a cara de pateta e a completa ausência de emoção.
   A esposa de Jack é uma mulher de meia-idade desgostosa com o marido grosseirão e à beira da depressão por não poder saciar o seu desejo sexual ainda ardente. Nas reuniões com outras mulheres de sua faixa etária, ela se sente deslocada e sem graça, até que descobre o maravilhoso mundo da bruxaria. Ela se arrisca a comprar umas quinquilharias numa lojinha especializada no tema - durante esta cena toca a canção “Season of the Witch”, de Donovan, o que explica o título pelo qual esse filme ficou mais conhecido - e começa a fazer uns feitiços caseiros. O primeiro deles é para atrair até sua casa um rapaz que estava saindo com sua filha. O garotão chega e eles fazem sexo selvagem e suarento.


   Tivesse sido realizado com mais empenho e talento, certamente seria um bom filme e hoje seria lembrado por sua relevante posição feminista. Há inclusive quem enxergue nuances bergmanianas na obra. O tema da mulher frustrada sexualmente que tem pesadelos com um homem violento invadindo sua casa certamente tem potencial dramático e interessantes implicações freudianas. Entretanto, num balanço geral, o filme não é mais do que enfadonho, arrastado. A cena da maconha parece durar para sempre e as discussões entre mãe e filha não se justificam. Os únicos momentos realmente inspirados são os pesadelos da mulher atacada pelo homem mascarado. Nestas cenas, a banalidade dá lugar a tomadas com iluminação marcada por fortes contrastes de claro e escuro e montagem dinâmica, com ângulos inventivos que remetem obrigatoriamente a Night of the Living Dead.
   Romero a seguir dirigiu o irregular The Crazies e seguiu com os dois pés fincados bem fundo no horror. Mesmo contrariado, virou um cineasta filiado ao gênero e, finalmente, resignou-se à condição de pai dos zumbis quando decidiu dar continuidade à saga dos mortos-vivos, a qual até o momento conta com os capítulos Dawn, Day, Land, Diary e Survival. São os aficionados por essas obras que têm interesse em olhar para o passado para conhecer o que mais o cineasta tem a oferecer; às vezes se deparando com decepções como esta.

6 comentários:

  1. Não sabia que este filme era dele. Vou ter que espreitar :)

    ResponderExcluir
  2. Rui, só pra não ficar confuso: este SEASON OF THE WITCH não tem relação com o novo filme com o mesmo nome, com o Nicolas Cage, que deveria estrear no Brasil hoje, mas foi adiado para 21 de maio.

    ResponderExcluir
  3. Só pra saber, já que estamos falando do tiozinho, o que você achou do novo filme de zumbis dele? Até agora só ouvi falarem mal. O que realmente me decepciona pois Romero é um daqueles caras que com um pouco mais de tempo e dinheiro poderia se manter produzindo filmes ótimos e relevantes de tempos em tempos.

    ResponderExcluir
  4. Pelo que escreveu, parece roteiro de pornochanchada, hehehe. Não parece minimamente interessante. Uma pena.

    ResponderExcluir
  5. Nossa! Só pelo trailer deu pra ver como os atores interpretam bem! Só achei legal os tiros de espingarda na janela! E a mulherada aparece pelada neste filme? Tem que ter algum atrativo né ;)...
    Bom sobre o Romero, eu fiquei meio triste com o último filme dele. Os zumbis continuam firmes e fortes e cada vez mais vorazes, com algumas cenas até épicas. Mas a trama com alguns personagens caricatos chega a parecer epsódio do Scooby Doo...
    Bom quando tiver um especial sobre os filmes de Zumbi dele - que seria muito legal - eu comento mais o filme...Marcone

    ResponderExcluir
  6. Quantum Binary Signals

    Get professional trading signals sent to your mobile phone every day.

    Start following our signals today & make up to 270% daily.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails

Canal Cine Monstro Rock Horror Show!!